Paraibano

Futebol

Mais Esportes

/ / Após 12 rodadas, Náutico encerra jejum e vence a primeira na Série B contra o ABC


Há uma luz no fim do túnel. Esperança de renascer alçada com a primeira vitória na Série B. Após 53 dias de competição, o Náutico enfim conheceu seu primeiro êxito no Brasileiro nesta 12ª rodada ao vencer o ABC, na noite desta terça-feira, no estádio Frasqueirão, por 1 a 0. O gol de Gilmar garantiu a quebra da sequência de seis derrotas que o Timbu vinha sofrendo. O clube não vencia uma partida desde o dia 10 de abril, quando bateu o Santa Cruz ainda pelo Campeonato Pernambucano.

O Náutico agora soma cinco pontos. Segue afundado na lanterna, porém diminuiu o abismo para o 16º colocado (o primeiro fora do Z4), que atualmente é o Paysandu, com 13 pontos. O Timbu agora  volta a jogar pela 13ª rodada contra o atual vice-líder da Série B, o Juventude, na Arena de Pernambuco, no próximo dia 11 de julho.

O jogo

Foi um primeiro tempo sofrível. Sem qualquer lance de perigo. De dois goleiros em campo apenas como espectadores do mau futebol das equipes. Com futebol digno de quem integra a zona de rebaixamento da Série B, ABC e Náutico agrediram a bola em 45 minutos (sim, sem direito a acréscimo). Passes errados, contra-ataques inoperantes, chutes para longe.

Precavido, o técnico Beto Campos fez mudanças pontuais que deixaram o Náutico mais seguro na defesa. Optou pelo zagueiro Léo Carioca improvisado como lateral-esquerdo. O lateral Jeanderson (o pior do jogo) acabou mais à frente, como um ponta. Não funcionou muito bem. Embora reforçado, o lado esquerdo timbu foi o mais vulnerável, apesar das limitações do ABC. O único chute na barra da etapa aconteceu aos 8 minutos, com Giovanni (o mais lúcido da partida) batendo de longe para fácil defesa de Edson no meio do gol.

Segundo tempo

Mais ajustado taticamente, o Timbu voltou para o segundo tempo com a mesma postura: defensivo, esperando o ABC no campo de defesa para tentar a sorte em um contra-ataque. Um pouco melhor, a equipe potiguar assustou aos 9 minutos. Eltinho lançou Caio Mancha, que acertou a trave. O jogo ganhou em movimentação, embora se seguisse rasteiro tecnicamente. Melhor para o Timbu. Em um lance isolado, aos 21, Erick tentou o drible dentro da área, a zaga cortou e Sueliton cruzou na medida para Gilmar cabecear para as redes.

Perdendo em casa, o ABC resolveu partir para o tudo ou nada. Aos 25, Zotti subiu sozinho na área e cabeceou com perigo para fora. Três minutos depois, o Timbu respondeu com Giovanni, de falta, mandando a bola muito perto do gol. Aos 44, a melhor chance de empate do ABC. Após escanteio, Eltinho cabeceou, a bola bateu em Breno e Tiago Cardoso salvou em cima da linha. A vitória estava garantida.

Ficha do jogo

ABC 0

Edson; Bocão, Oswaldo, Felipe e Eltinho, Anderson Pedra (Gegê), Felipe Guedes, Erivélton (Dalberto) e Zotti; Echeverría (Marques) e Caio Mancha. Técnico: Geninho

Náutico 1

Tiago Cardoso; Sueliton, Breno Calixto, Feliphe Gabriel e Léo Carioca (Aislan); Amaral, Darlan, e Giovanni (Jobson); Jeanderson (Manoel), Erick e Gilmar. Técnico: Beto Campos


Local: Frasqueirão, em Natal. Árbitro: Rodrigo D. Alonso Ferreira (SC). Assistentes: Thiaggo Americano Labes (SC) e Eder Alexandre (SC). Gol: Gilmar (21’ do 2ºT). Cartões amarelos: Eltinho, Felipe Guedes (A); Sueliton e Léo Carioca (N).

«
Próximo

Postagem mais recente

»
Anterior

Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

Deixe seu comentário

Veja Também