Paraibano

Futebol

Mais Esportes

/ / / TREZE EMPATA EM 1 A 1 E AGORA TEM VANTAGEM NA DECISÃO


O Treze foi para Imperatriz determinado em conseguir uma vitória, mas o empate em 1 a 1 que o time trará na bagagem de volta tem o mesmo sabor. O time paraibano jogou nesta quinta-feira (4) contra o Cordino, em jogo válido pela seletiva para a Copa do Nordeste. O Galo abriu o placar com Tininho e Fábio Lima deixou tudo igual no placar do Estádio Frei Epifânio.
Para o Alvinegro do São José o cenário é favorável: um empate sem gols garante o time paraibano no Grupo A da Copa do Nordeste. Se o 1 a 1 se repetir, a decisão da vaga será nos pênaltis.

A próxima batalha do Galo da Borborema já tem data. O jogo de volta será na quinta-feira (11), às 20h, no Estádio Presidente Vargas, mas antes o Treze estreia no Campeonato Paraibano contra o CSP, no mesmo estádio, às 16h de domingo (7).

O jogo

Uma forte chuva, que caiu horas antes da partida, acabou prejudicando o bom futebol que poderia ser apresentado no Estádio Frei Epifânio. As duas equipes já davam sinais desde o início de que seria um jogo quente, com muitas faltas distribuídas nos primeiros minutos.

A resistência do time maranhense durou dez minutos. Com algumas jogadas de ataque, mas sem êxito, o Treze gostou do jogo e Tininho abriu o placar. Rayro lançou pela esquerda buscando Reinaldo Alagoano e quando o zagueiro David tentou afastar a bola, acabou jogando nos pés de Tininho, que aproveitou a oportunidade e chutou forte, sem dar chance de defesa ao goleiro Alberto. Festa da pequena torcida do Galo presente no Frei Epifânio.

Os donos da casa responderam aos 24 minutos. Ulisses foi lançado pela esquerda, mas a defesa do Treze afastou a bola da área. No rebote, Izalenio tentou aproveitar e sem pontaria, acabou chutando para fora. Quatro minutos depois foi a vez do Galo e novamente com Tininho, que foi até a linha de fundo e fez um cruzamento perfeito, porém nenhum jogador alvinegro estava posicionado na área para chutar.

No finalzinho do primeiro tempo, aos 46 minutos, Saulo foi obrigado a fazer um milagre. Cobrança de falta do Cordino e a bola é lançada dentro da área, após uma cabeceada para o chão, o goleiro trezeano defendeu com o pé e evitou o empate.

O segundo tempo foi dominado pelas faltas. O Treze, com uma marcação cerrada, conseguiu paralisar o jogo em vários momentos por chegar mais forte no adversário. O lance mais considerável foi o do gol de empate.

Cobrança de falta com Ulisses e a bola bate na trave. Na sobra, Jonas Piupiu novamente chuta na trave e na terceira tentativa, Fábio Lima completa para o fundo do gol, deixando tudo igual.


Já nos acréscimos, o Cordino ainda teve a chance de marcar o segundo. Jonas Piupiu chutou e Saulo defendeu, espantando o perigo de uma virada nos minutos finais.

«
Próximo

Postagem mais recente

»
Anterior

Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

Deixe seu comentário

Veja Também